Minha cirurgia do Apêndice - Vamos ser Sinceras

28/05/2020

Minha cirurgia do Apêndice

Hoje completa 8 meses que ganhei uma nova oportunidade de viver e vou  contar para vocês como Deus me deu essa segunda chance de vida.
Tenho gratidão eterna por isso, pois amo viver!

Cirurgia do Apêndice - Minha segunda chance de viver!

Fui tomar banho para ir ao médico (tinha consulta agendada há quase 3 meses), e de repente comecei a sentir uma dor muito forte abaixo do umbigo. Quando terminei o banho, sentei na cama e a dor foi piorando até eu me contorcer no chão. Eu detesto hospital, só vou se estiver muito, mas muito mal mesmo, mas minha dor era tanta que pedi pra minha mãe me levar. 

Quando o Uber chegou, sentei atrás e não conseguia mais falar, fui perdendo a cor e os sentidos, como estava muito transito apareceu um CET e ajudou a gente a abrir caminho porque senão, eu tinha ido ali mesmo... Lembro de escutar o motorista do uber gritando para o CET, a moça esta morrendo, esta ficando verde (é que eu não conseguia, mas queria ter dito: estou virando o HULK hahaha).

cirurgia-do-apendicite

Quando chegamos no hospital, trouxeram cadeira de rodas e me encaminharam para um clinico geral, ele deu um aperto na minha barriga e correu para chamar a cirurgiã, ela veio, me examinou, pediu exames e me dopou de remédios, passei o dia inteiro lá. Quando os exames chegaram ela disse: Amanhã você procura outro hospital e pede para que façam ultrassom porque aqui não tem, mas seus exames indicam uma inflamação grande e preocupante.
Voltei para casa.

Na manhã seguinte, não sentia mais dores, então pensei em ir trabalhar, só que: "e se me der aquela dor de novo no trabalho?" Melhor eu ir e ver o que que é de uma vez.
Bom, passei novamente o dia no hospital (no recomendado pela cirurgiã do dia anterior) fazendo mais exames, até que dois desses exames que só tinham na USP e eu teria que ir de ambulância. 

Lá encontrei um médico anjo da guarda, que no meio do ultrassom  me disse, moça, terei que solicitar outros exames porque pra mim não está muito claro seu diagnóstico, falei ok né, já estava ali mesmo, bora resolver de uma vez! Quando saiu o resultado, já tinha mudado o plantão dos médicos tanto da USP quanto do outro, e não queriam me deixar sair de lá, tive que assinar assumindo minha responsabilidade e a ambulância me levou de volta ao hospital. 
Cheguei com os resultados, morrendo de fome e doida pra tomar um choppinho (era sexta-feira), e o médico (lindo) manda: Vivianne, vou te internar agora, estou entrando em contato com dois cirurgiões e amanhã de manhã você vai fazer a cirurgia para retirar o apêndice.

Gente, na hora fiquei tão abobada, porque se eu não estava sentindo mais dores, então não era tão grave né? E mandei a coisa mais imbecil do mundo: Ah tá doutor, então ali comer um pedaço de pizza e já volto, estou com muita fome. Ele, acho que você não entendeu, você não vai sair deste hospital pra nada, muito menos comer, vai entrar em jejum (Oi? Eu estava o dia todo sem comer). Mesmo assim eu contestei porque não me conformava ter que fazer cirurgia assim do nada, ele disse: Sua apêndice suporou Vivianne, é grave! Snif snif.

cirurgia-do-apendicite

Muita gente me disse, fica tranquila, são só alguns furinhos, coisa rápida! Hã hãm...
Eu estava no SUS gente, não tem laparacospia, foram 5 pontos em um corte bem grandinho viu?!
Quando voltei da cirurgia eu tinha certeza que ia morrer, a sensação foi horrível, corte, pontos, sangue, aff, horrível!

Fiquei internada 5 dias, porque pela primeira vez na vida, não conseguia comer, tudo me embrulhava o estomago, me dava ânsia, então, enquanto eu não me alimentasse direito e evacuasse (tem essa também ninguém merece) eles não podiam me liberar para ir pra casa. Até que de tanto eu chorar meu irmão e minha mãe conversaram com o médico e pediram para dar alta porque eu só ia piorar ficando ali. Estava difícil demais pra mim.

Enfim em casa, comecei a comer o que podia né, porque teve muita restrição alimentar, mas aos poucos meu apetite foi voltando, até que voltou com força total, tinha cada "desejo" hahaha.
Depois de uns dias em casa, tive probleminhas com secreção e pontos inflamados, eu não podia me mexer sozinha, não podia ficar sentada, mas tudo bem, eu estava viva, eles tinham me salvado!

Voltei várias vezes no consultório dos mesmos médicos que me operaram para retirar os pontos (isso teve que ser em duas etapas) e também para acompanhar a cicatrização e a liberação da alimentação (comer minha tão sonhada fatia de pizza demorou mais de um mês).

cirurgia-do-apendicite

Algumas informações para quem não sabe sobre Apendicite:

O que é o Apêndicetrata-se de um pequeno órgão em forma de bolsa situado no começo do intestino grosso, dotado de tecido linfóide, importante para atuar como defesa contra infecções locais.
A apendicite acontece quando há uma inflamação aguda do apêndice, causada geralmente pela retenção de gordura ou restos fecais, ou ainda como resultado de infecções gastrointestinais de origem viral ou bacteriana.
Nesses casos, as bactérias presentes naturalmente no órgão se proliferam excessivamente causando inchaço e dor abdominal. Geralmente, a apendicite é considerada um quadro emergencial que necessita de cirurgia. Se não tratada a tempo, ela suporta (o que significa o rompimento do apêndice) e pode causar uma infecção generalizada e a pessoa morrer.

Quais são os exames solicitados para a confirmação do apendicite
Sangue, ultrassonografia do abdômen (tive que fazer transvaginal também) e tomografia. 
Como é feita a cirurgia: com anestesia geral e dura entre 30 a 60 minutos, podendo ser feita de 2 formas: 
  • Por laparoscopia: o apêndice é removido através de 3 pequenos cortes de 1 cm, por meio dos quais são introduzidos uma pequena câmera e os instrumentos cirúrgicos. Neste tipo de cirurgia a recuperação é mais rápida e a cicatriz menor, podendo ser quase imperceptível;
  • Tradicional:é feito um corte com cerca de 5 cm no abdômen do lado direito, necessitando de uma maior manipulação da região, o que torna a recuperação mais lenta e deixando uma cicatriz mais visível. Normalmente é utilizada sempre que o apêndice se encontra muito dilatado ou rompeu.

Tudo explicadinho? Então vou contar a parte do porque tinha marcado consulta (que não deu tempo de ir), para ficar de alerta para a mulherada.

Tomo anticoncepcional há anos, nunca tive escape menstrual, cólicas ou qualquer coisa do gênero, até que um mês antes de sentir essa dor ai, tive hemorragia (não senti dor nem nada, simplesmente quando vi, minha roupa, minha cama, estava cheia de sangue. Como eu já tinha agendado com a gineco, falei, vou aguardar né? Caso isso se repita eu vou no pronto socorro, mas nada aconteceu, então aguardei.

Após um mês da cirurgia fui levar os exames para a ginecologista e ela disse: Você teve muita sorte Vivianne, você nasceu de novo! Já faz tempo, que sua apêndice se rompeu e devido a isso, ela começou a infeccionar seu útero e seu ovário, ainda bem que deu tempo de fazer a cirurgia, imagino que você tenha complicações (sim e como tive), agora você vai ter que tomar antibiótico, anti-inflamatório para tratar dessa infecção, mas graças a Deus não vai ter que fazer outra cirurgia. Graças a Deus mesmo gente!

Então, que sirva de alerta para vocês, caso tenham sangramento ou sintam qualquer dor ou incômodo, não espera, não deixa pra amanhã, vai no médico correndo tá?


cirurgia-do-apendicite

Bom, mas Vivi, porque você esta contando tudo isso pra gente? Por dois motivos:

1° - As vezes achamos que uma dorzinha não é nada, olha ai o resultado! Temos que dar atenção ao que o nosso corpo nos mostra, e nada de se automedicar porque você pode mascarar o problema, ficar ainda mais grave, e aí pode ser tarde. 

2° - Por me sentir grata, por acordar e agradecer todos os dias por estar viva e com saúde.

É isso! Queria compartilhar com vocês essa experiência.

Vocês conhecem alguém que teve que fazer cirurgia do apêndice?

Beijokas

Me acompanha nas redes sociais

Como não sou médica, algumas informações sobre a apendicite foram retiradas dos sites: Tua saúde, Drauzio Varella

Nenhum comentário:

Postar um comentário